A MISERICORDIA DE DEUS QUER NOS SALVAR



Hoje o Senhor nos dá uma ordem: ‘Sede misericordiosos’. Todas as vezes que Deus nos manda fazer alguma coisa, junto com aquilo que Ele nos ordena, Ele nos dá uma graça, a de fazê-la. Hoje, o que o Senhor nos pede, mais do que um pedido, Ele nos ordena: “Sede misericordiosos!” Eu e você podemos dizer ao Senhor: ‘Dá-me o que ordenas, e ordena-me o que quiseres’. Se o Senhor ordena que eu seja misericordioso, Ele me dá a graça de ser misericordioso. E Jesus coloca diante de nós um exemplo, ‘que sejamos misericordiosos como o Pai do céu’.

Hoje o Senhor quer te salvar de tudo aquilo que te prende. O Senhor quer te salvar de toda tristeza mortal. Deus tem misericórdia, os olhos do Senhor estão voltados para você. Justo não é o santo, mas aquele que o Senhor justificou na cruz. Jesus deu a sua vida no nosso lugar, e perdoou todos os nossos pecados.

Quantas vezes Deus nos esperou, teve paciência conosco, porque Ele não se alegra com a nossa tristeza, e nem com o mal que fazemos. Ele não nos destrói porque acredita que vamos mudar. Ele que é Pai sabe que vamos mudar, por isso se alegra conosco e nunca se decepciona.

Quando Deus, pela primeira vez, bate na porta do nosso coração e nós não abrimos, Ele não se entristece, Ele nos entende e espera.

Como posso insistir com as pessoas para que mudem de vida, se Deus nunca nos força? Nós esquecemos que Deus nos conquistou e nos esperou, mas então por que ao experimentar este amor e a misericórdia, continuamos a cobrar as pessoas que amamos?

Quem muda o coração do homem é o Espírito Santo!

De quem você precisa ter misericórdia hoje? Nós pensamos que ter misericórdia e perdoar é esquecer, ou ser indiferente ao mal que nos fizeram. Não! Perdoar é libertar a pessoa que nos feriu, é você ter a oportunidade de se vingar, mas porque o Senhor te perdoou, você também perdoa.

O que pedimos para que Deus faça em nosso favor, é preciso que façamos às pessoas que nós ferimos também.

Quantas vezes ferimos e tiramos a oportunidade de alguém? Então, perdoe da mesma forma que você precisa ser perdoado.

Nós somos muito rápidos em julgar, é preciso nos colocar no lugar do outro. E perguntar: ‘o que podemos fazer para ajudá-lo?’

As vezes uma pessoa está cheia de raiva, rebelde, porque só ela sabe o peso da dívida que carrega. Não julguemos, mas é preciso descermos do pedestal e ficar na altura em que o outro está. Para ajudar a pessoa que caiu e saber se ela está respirando, é preciso abaixar até o chão para sentir a sua respiração. Quando nos abaixamos, é aí que agimos com misericórdia.

Márcio Mendes
Comunidade Canção Nova

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s