E o novo se faz novo


Às vezes temos a tendência de presumir que a vida é até o próprio presente. Com o mundo tão materialista e imediatista, chegamos a pensar que só existe o agora e mais nada. Com isso esquecemos e desvalorizamos o que foi realizado no passado. Os acertos e erros do passado fazem parte da construção de quem somos. Mas a visão de vida só do presente nos faz, também, desprezar qualquer expectativa de futuro; com isso ficamos sem esperança.

Quando as circunstâncias são momentos de alegria ou euforia, parece estar tudo bem, sob controle. Afinal seria o momento de aproveitar, de curtição. O problema é quando a circunstância não é muito agradável: uma doença, uma dor, uma dificuldade no trabalho ou na família, crises. Nessas situações achamos que tudo se acabou e, assim, sofremos porque não existe mais esperança.

Há diversas situações semelhantes com alguns dos personagens bíblicos: a viúva de Sarepta, o próprio profeta Elias, Jó, Zacarias quando ouviu o anúncio do nascimento de João Batista, os discípulos de Jesus seja na tempestade ou quando não havia mais pão ou até mesmo na morte do Mestre. Eram situações que traziam a sensação que não havia mais nada para se fazer. Mas Deus reverteu todas essas situações. Em muitos momentos Deus realiza suas obras nos fazendo recordar que muito Ele já fez no passado, por isso, podemos descansar n’Ele pois sempre age para o bem daqueles que o amam.

Nossa atitude deve semelhante aquela orientação que Paulo fez aos filipenses: “Não que eu já tenha obtido tudo isso ou tenha sido aperfeiçoado, mas prossigo para alcançá-lo, pois para isso também fui alcançado por Cristo Jesus. Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus. Todos nós que alcançamos a maturidade devemos ver as coisas dessa forma, e se em algum aspecto vocês pensam de modo diferente, isso também Deus lhes esclarecerá. Tão somente vivamos de acordo com o que já alcançamos.” (Filipenses 3. 12 – 16).

Sempre há um novo dia. Sempre há chance para um recomeço. Sempre há a oportunidade de vermos as maravilhas que Deus opera. Hoje podemos estar não muito bem, mas isso não significa que nada mais pode ser melhorado. A esperança para o discípulo de Jesus nunca se esvai. Pois até quando os dias se acabar há esperança, pois significa que Jesus voltou para nos buscar e aí será sempre um dia lindo com o próprio Senhor nos iluminando.

“…o choro pode persistir uma noite, mas de manhã irrompe a alegria.” (Salmo 30. 5)
Paz e bem
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s