Ai de mim se não Evangelizar


Evangelizar é apresentar Jesus Cristo pelo Espírito Santo, no qual os homens depositam a total confiança nele e desejam servi – ló. É necessário que exponha Cristo como o único mediador entre os homens e Deus. “Porquanto há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, o homem.” 1 Timóteo 2:5. Ele morreu apenas uma vez, para remir todos os pecados das pessoas escolhidas. “Pois também Cristo morreu, uma única vez, pelos pecados, o justo pelos injustos, para conduzir – vos a Deus; morto, sim, na carne, mas vivificado no Espírito.”1 Pedro 3:18. Não existe evangelização sem a proclamação desta mensagem. É dever de todos os cristãos divulgarem a ideia de que ele é o caminho, a verdade e a vida. “Respondeu – lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” João 14:6. Em a passagem, onde Jesus Cristo deixou aos discípulos após a ressurreição foi a Grande Comissão, no qual ordena “E disse – lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.” Marcos 16:15. Nesta, o Salvador deseja que aqueles que foram transformados, através do Espírito Santo vão ao encontro daqueles que não possuem a Salvação e divulguem a Escritura Sagrada. Evangelizar, portanto, significa a divulgação de o pensamento de que homens e mulheres estão decaídos pelos pecados e Deus deu vida juntamente com Cristo. “Mas Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos amou, e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo, – pela graça sois salvos.” Efésios 2:4 – 5. Esta declaração implica na propagação de que estes estão afastados de Deus, sem a presença do amor dele e próximos do juízo. Este conceito abrange em divulgar a mensagem que Cristo é a única esperança no mundo ou no vindouro. Evangelizar é reconhecer as pessoas que estão no pecado a aceitar o único Salvador para obter a verdadeira vida. É convocar as pessoas para a autêntica conversão e confiança. Não há evangelização sem a presença real do Espírito Santo. A evangelização é produzida por seres humanos, todavia, a fé é dom de Deus. Todos os evangelistas desejam que as pessoas, no qual ele intercede e leva a mensagem do Pai, sejam convertidas. O resultado desta ação depende da vontade do EU SOU. A obrigação dos convertidos é levar as boas – novas. Trata – se como mediadores entre a palavra de misericórdia àqueles que estão mortos espiritualmente. É uma obrigação dos cristãos levarem ao conhecimento das pessoas que não obtém a salvação. “Porque não me enviou Cristo para batizar, mas para pregar o evangelho; não com sabedoria de palavra, para que se não anule a cruz de Cristo.” 1 Coríntios 1:17. A mensagem que deve ser proclamada é sobre Deus. Na Bíblia, o Pai revela quem é ele, qual o seu caráter, seus padrões, seus ensinamentos, o que nos ordena. Ele nos mostra que devemos servi – ló. O evangelho é a mensagem sobre o pecado. Através das Santas Escrituras, o Pai nos mostra como alcançamos o padrão divino, como tornamos culpados, corruptos, e a forma de que estamos sob a ira dele. Ele nos conta o motivo de sermos pecadores por natureza. Diante deste conhecimento, o EU SOU, nos leva a um desespero, com fim de buscarmos em primeiro lugar o seu reino e sua justiça (Mateus 6:33), pois o pecado faz separação entre o homem e Deus. “Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça.” Isaías 59:2. O primeiro motivo da evangelização é glorificar ao Pai. “Portanto, quer comais, quer bebais, ou façais outra cousa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus.” 1 Coríntios 10:31. Os seres humanos devem cumprir este mandamento semelhante ao primeiro e maior que é amar a Deus. “Respondeu – lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.” Mateus 22:37. A partir do momento que estamos obedecendo às vontades do Pai, estamos demonstrando o amor por Ele. “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama […]” João 14:21. “Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; ora, os seus mandamentos não são penosos.” 1 João 5:3. No ato da evangelização, glorificar a Deus não significa apenas o cumprimento do seu mandamento e sim a divulgação do amor de Deus. O outro motivo que deve ser aflorados aos que receberam a misericórdia é desejar que estes obtêm a salvação, fruto do amor ao próximo. Não existe outra necessidade maior de o ser humano receber além da Salvação. À medida que amamos ao nosso próximo, desejamos que estes recebam a Luz. É mister, urgentemente, divulgarmos a Palavra de Deus aos que não a conhecem, para desfrutar desta imensa alegria de estar junto à presença dele. Paz e bem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s