Seja feito a sua vontade e não a nossa.


Venha teu reino; seja feita nossa vontade… “E partiram indo habitar em Gerute-Quimã, que está perto de Belém, para dali irem e entrarem no Egito, por causa dos caldeus; porque os temiam, por ter Ismael, filho de Netanias, matado a Gedalias, filho de Aicão, a quem o rei de Babilônia tinha feito governador sobre a terra.” Jr 41; 17 e 18 Israel fora levado cativo para Babilônia; entre os remanescentes, colonos, soldados; certo Ismael assassinara ao rei vassalo Gedalias, que Nabucodonosor constituíra para dar contas aos Caldeus dos assuntos da terra. Mesmo Jeremias estando preso fora solto por um capitão caldeu, e ficara entre o povo que agora, olhava para o Egito como lugar seguro temendo a represália Babilônica por causa do assassinato. Mas, antes de fugir decidiram consultar a Vontade de Deus mediante ele. “…roga ao Senhor teu Deus, por nós e por todo este remanescente; porque de muitos restamos uns poucos, como nos vêem os teus olhos; para que o Senhor teu Deus nos ensine o caminho por onde havemos de andar e aquilo que havemos de fazer.” 42; 2 e 3 Aparentemente, uma sábia postura, até por que se dispuseram a obedecer qualquer que fosse a diretriz; “Seja ela boa, ou seja má, à voz do Senhor nosso Deus, a quem te enviamos, obedeceremos, para que nos suceda bem, obedecendo à voz do Senhor nosso Deus.” V 6 Seria blasfemo supor que a Vontade de Deus em algum momento seja má, em si; pois, mesmo quando nos corrige tem nosso bem como alvo. “… para que experimenteis qual seja a boa, perfeita e agradável Vontade de Deus” Rm 12; 2 Então, parece lógico entender que uma vontade “má” equivaleria a algo difícil, contrário à inclinação humana. Bem, o profeta orou, e após dez dias o Senhor respondeu. Como os líderes temiam, a Vontade do Eterno foi mesmo “má”; “Não temais o rei de Babilônia, a quem vós temeis; não o temais, diz o Senhor, porque eu sou convosco, para vos salvar e para vos livrar da sua mão. E vos concederei misericórdia, para que ele tenha misericórdia de vós, e vos faça voltar à vossa terra.” Vs 11 e 12 De tal forma que “concluíram” que nem era Deus, devia ser uma invenção do “subornável” profeta. “Então falaram Azarias, filho de Hosaías, e Joanã, filho de Careá, e todos os homens soberbos, dizendo a Jeremias: Tu dizes mentiras; o Senhor nosso Deus não te enviou a dizer: Não entreis no Egito, para ali habitar; mas Baruque, filho de Nerias, te incita contra nós, para entregar-nos na mão dos caldeus, para nos matarem, ou para nos levarem cativos…” 43; 2 e 3 O fato é que fugiram para o Egito e ainda levaram a Jeremias consigo. Triste quadro do ser humano após o “sereis como Deus”; já não consegue delegar a outro a decisão sobre o bem e o mal, mesmo que esse Outro seja o Criador. O que intriga é a hipocrisia de trair a si mesmo; fazer o que dá na telha, “envernizando” as próprias escolhas como “Vontade de Deus”. O Santo havia prometido proteção ficando na terra, e ameaçado desdita mesmo no Egito; Insistiram e foram; e a espada babilônica que temiam os alcançou mesmo lá. Talvez essa perfídia auto aplicada seja uma espécie de plano B, em face à insegurança íntima de agir de modo próprio; no fundo, saber que é um erro; mas, quando isso ficar patente, atribuir a Deus a culpa. Assim, desejamos mais a reputação cínica de inocentes que agir de modo inculpável. Ora, o mais sábio humano dissera: “Do homem são as preparações do coração, mas do Senhor a resposta da língua. Todos os caminhos do homem são puros aos seus olhos, mas o Senhor pesa o espírito. Confia ao Senhor as tuas obras e teus pensamentos serão estabelecidos.” Pv 16; 1 a 3 Enfim, nosso lugar protegido contra a espada do inimigo é onde Deus se dispõe a guardar; não, onde nos sentimos melhor. Ele limita em Sua Palavra o “Terreno” seguro; “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte.” Rom 8; 1 e 2 O mesmo Jeremias advertira contra os logros cardíacos: “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” Jr 17; 9 Enquanto ao mundo parece sábio agir com todo coração, a nós, só será se nosso estiver secundando Deus. “Achei a Davi, filho de Jessé, homem conforme o meu coração, que executará toda a minha vontade.” Atos 13; 22. Paz e bem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s